Alagoas confira

Irregularidades no Alagoas Previdência foi escancarado durante a pandemia

Mesmo sem ter expediente durante a pandemia de Covid-19, as despesas do órgão foram milionárias

Por Redação

01/06/2022 às 09:00:05 - Atualizado há
FOTO: Marcelo Lourenço (Diretor Financeiro) , Roberto Moisés (Diretor Presidente) e Horácio Aguiar (Diretor Administrativo)

Ao que parece o Governo do Estado está com os cofres abarrotados de dinheiro, é o que mais tem se divulgado na mídia. Na contramão da previdência social a nível nacional, motivo inclusive de reformas prejudiciais aos trabalhadores, a Previdência dos Servidores Públicos de Alagoas tem jogado dinheiro pelo ralo.

No ano de 2020, mesmo com a determinação do Governo do Estado pelo Decreto Nº 69.705/2020 para que fossem reduzidas despesas, em decorrência do teletrabalho e as medidas de distanciamento, não foi o que aconteceu com a Alagoas Previdência.

Mesmo estando com a instituição fechada há mais de 17 meses, e, sem atendimento ao público e com seus colaboradores em homeoffice pelo período de março de 2020 até novembro de 2021, foram gastos apenas com locação de veículos pagos a RVM Locações e Serviços Eirelli a quantia de R$ 447.644,00 com os veículos na garagem, ao menos se estivessem exclusivos ao serviço público.

Gastos com sistema de recadastramento de servidores ultrapassa mais de quatro milhões no mesmo período, sendo apenas no mês de outubro de 2020, no auge da pandemia, pagos R$ 721.793,85 pagos a empresa Audora Tecnologia e Serviços Ltda.

O diretor presidente, Roberto Moisés, já se envolveu em irregularidades no Rio Previdência, confira a matéria da época: Sindpol Alagoas | Sindicato informa o envolvimento do presidente da Alagoas Previdência nas irregularidades do Rio Previdência







Fonte: Portal da Transparência de Alagoas
Comunicar erro
Portal 82

© 2022 Portal 82 - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Portal 82